Contamos contigo!

MEGA HITS
08/11/2019
PUB

A Jornada Mundial da Juventude, que acontece em Portugal em 2022, abriu concurso para a escolha do logotipo e do hino do evento.

Os profissionais e os estudantes de design ou de música têm aqui uma oportunidade para mostrarem o seu trabalho, mas a participação nos dois concursos está aberta a todos os que queiram fazê-lo!

No caso do logotipo, este deve incluir necessariamente uma cruz e uma referência a Maria, mas recomenda-se que inclua também outros símbolos e cores alusivas ao património cristão português.

Já o hino deve ser fácil de aprender e de cantar, bem como de traduzir, uma vez que os hinos das jornadas têm versões em diferentes línguas.

As propostas devem agora chegar à organização até ao dia 29 de novembro (para quem, até ao dia 4 novembro, manifestou interesse em participar) em formato digital, gravado em CD e entregues em envelope fechado, junto do Comité Organizador Local, com a referência "Concurso para o hino/logo da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2022" bem visível.


A morada é Patriarcado de Lisboa, Mosteiro de São Vicente de Fora, Campo de Santa Clara, 1100-472 Lisboa.

Os resultados serão anunciados no dia 27 de dezembro deste ano.

Consulta aqui o Regulamento.

“A próxima Jornada Mundial da Juventude vai decorrer em Portugal”.


Foram estas as palavras do cardeal Kevin Farrell (prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida da Santa Sé) que arrancaram uma salva de palmas das centenas de milhares de participantes na Missa conclusiva da JMJ 2019, na Cidade do Panamá.


O anúncio foi acompanhado, no campo São João Paulo II, por uma delegação do Patriarcado de Lisboa, presidida por D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa; pelo presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa; e pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.


As JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE (JMJ) nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

Após o anúncio do Papa, foi apresentado um vídeo de boas-vindas, com intervenções do presidente da República Portuguesa, do primeiro-ministro, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa e do cardeal-patriarca,

“Sejam bem-vindos a Portugal, jovens de todo o mundo”, diz Marcelo Rebelo de Sousa.

Já António Costa destaca que “há séculos que Portugal constrói pontes de amizade entre povos e entre culturas”.
“Gostamos de receber quem nos visita, gostamos de acolher quem quer viver entre nós. Sejam-bem-vindos a Portugal”, acrescenta o líder do executivo.

Numa sequência de imagens com jovens a passear e conviver em locais emblemáticos de Lisboa, Fernando Medina fala numa “cidade alegre e vibrante”.
“Vamos receber-vos a todos com grande alegria, em 2022. Bem-vindos a Lisboa”, declara o autarca.

D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca e presidente da conferência Episcopal Portuguesa, encerra o vídeo com um convite:
“Em 2022 estaremos juntos em Lisboa, com o Papa Francisco, celebrando a fé e enviando ao mundo uma mensagem de paz”.