SBSR: nova confirmação

MEGA HITS
07/02/2019

PUB

Já começou a contagem decrescente para o 25º Super Bock Super Rock. E a mais recente confirmação só podia mesmo acontecer aqui: Calexico and Iron & Wire voltam a estar juntos, pela primeira em 14 anos e, em Portugal, a sua reunião acontece dia 19 de julho no Palco EDP. Ao vivo, vão tocar temas do EP “In the Reins”, editado em 2005, mas também mostrar novas canções nascidas desta colaboração e, claro, repertório dos Calexico e de Iron & Wine.


Sam Beam é Iron & Wine para o mundo da música. O seu indie intimista tem conquistado o público de todo o mundo, com letras introspetivas e uma voz que dá corpo a essa atmosfera. O primeiro disco, “The Creek Drank the Cradle”, editado em 2002, transformou-se rapidamente num clássico lo-fi. A música de Sam Beam tem influências de nomes como Nick Drake, Simon & Garfunkel, Elliott Smith ou Neil Young, mas ninguém é capaz de pôr em causa a assinatura original da música da Carolina do Sul. Por outro lado, os Calexico têm nome de uma cidade que está na fronteira entre o México e a Califórnia, e, de alguma maneira, isso faz sentido quando ouvimos a música do coletivo liderado por Joey Burns e John Convertino. Influenciados pela banda sonora de alguns westerns, música Mariachi e até jazz, os Calexico propõem um som muito seu, sem grande paralelo no cenário rock norte-americano. Discos como “Feast of Wire” e “Carried to Dust” são absolutamente obrigatórios.

E, aquele que podia parecer um dueto improvável entre estas duas sensibilidades artísticas, transforma-se num dos momentos mais interessantes da música alternativa na primeira década do século XXI. Em “In The Reins”, o EP editado em 2005, não há uma canção a mais e tudo parece fazer sentido. As vozes de Sam Beam (Iron & Wine) e de Joey Burns (Calexico) dão forma a estas grandes canções – e fica-se com a clara sensação de que só poderiam mesmo ser estas, habituadas à melancolia e ao cuidado com as palavras. Essa melancolia, sempre explorada ao longo da carreira de Iron & Wire, recebe aqui uma tonalidade mais quente com o contributo dos Calexico. Há jazz, há country, há rock, há pop, talvez até haja ecos de música mexicana, mas tudo chega a nós de maneira suave e orgânica, como se este projeto fosse de uma só banda. A revista britânica MOJO acerta em cheio quando escreve que “o deserto encontra o pântano” ao longo dos sete temas deste disco. O público ficou rendido desde o primeiro momento, a crítica também (a Pitchfork deu-lhe 8.5), e agora chegou o momento de matar saudades destas canções, também ao vivo. Pela primeira vez em 14 anos, Calexico and Iron & Wine voltam a estar juntos para tocar canções como “History of Lovers” e “Red Dust”. Em Portugal, a data já está marcada: dia 19 de julho, no Palco EDP do 25º Super Bock Super Rock.

Novas confirmações a anunciar brevemente.
Mais infos, aqui.


Já confirmados:

18 de julho
Palco Super Bock – Lana Del Rey, Cat Power, The 1975
Palco EDP – Metronomy

19 de julho
Palco EDP – Kaytranada, Charlotte Gainsbourg, Calexico and Iron & Wine, FKJ

20 de julho
Super Bock – Disclosure DJ Set, Profjam
Palco EDP – Masego, Superorganism