Doja Cat acusada de racismo

MEGA HITS
26/05/2020
PUB

Foi dos temas mais debatidos durante o fim de semana, nas redes sociais: Doja Cat é racista?

Tudo começou na passada sexta-feira (22): segundo informações divulgadas, Doja seria uma participante assídua de um fórum de extrema-direita nos Estados Unidos, frequentado por apoiantes ferrenhos de Donald Trump e que alegadamente, reproduziria comportamentos racistas, chegando a rir de piadas de cunho ofensivo.

Nada ficou especificamente provado mas depois, durante o fim de semana (24), surge nova polémica: Doja foi acusada de chamar "macaca" a Beyoncé, usando a palavra “Beyonkey” (em inglês, junção de Beyoncé com “monkey”).

O comentário atraiu diversas reações negativas dos fãs (alguns a condenar o vídeo, outros a defender que era "um mal entendido") - o que por sua vez, levou a cantora a falar sobre o assunto e a defender-se.

"Frequento salas de chat desde criança. Não deveria frequentar algumas dessas salas, mas pessoalmente nunca estive envolvida em conversas racistas. Peço desculpa a todos os que se sentem ofendidos. Sou uma mulher negra. Metade da minha família é da África do Sul e tenho muito orgulho nas minhas origens", escreveu Doja.

"Compreendo a minha influência e impacto. Amo-vos e peço que me perdoem por vos desapontar ou magoar. Eu não sou assim e estou determinada em mostrar ao mundo que a estou a evoluir", concluiu.