Giulia Be no top!

MEGA HITS
27/05/2020
PUB

É amor, sim, o que sentimos por Giulia Be, uma das maiores promessas da Pop brasileira no último ano!

Doze dias depois de ter lançado o EP de estreia solta, o disco entrou diretamente para o top de vendas em Portugal. Foi aliás, logo na primeira semana. E apesar de se tratar de um lançamento unicamente no formato digital, ocupou imediatamente a 3ª posição da tabela de Álbuns Digitais.

Além disso, os seus 2 singles, “menina solta” e “(não) era amor”, estão também no Top 150 do Spotify e da Apple Music e no Top 50 do Shazam em Portugal.

solta é um apanhado das composições da cantora no seu primeiro ano de carreira, e que mostra diversas facetas de Giulia como artista. O projeto carrega o feito que o single “menina solta” teve na carreira de Giulia: ultrapassou a marca de 179 milhões streams no Brasil e mais de 99 milhões de views no YouTube, figurando no Top 10 das músicas mais ouvidas no Brasil e em Portugal. Além dos feitos alcançados no Brasil, a faixa arrebatou também o primeiro lugar em todas as plataformas e tabelas de música no nosso país e ocupou ainda as tabelas virais de países latinos com a versão em espanhol “chiquita suelta”, que já atingiu a marca de 5 milhões de streams.

Actualmente permanece no Top 3 da tabela oficial de singles em Portugal, onde ocupou mesmo a primeira posição durante algumas semanas, além de figurar nos charts Virais em diversos outros países do mundo. O sucesso veio impulsionado pela apresentação de Giulia no Palco Sunset do Rock in Rio, onde participou no show do cantor Projota como convidada. Esse feito e sucesso, levou a cantora a ser também nomeada para os Play - Prémios da Música Portuguesa, na categoria Prémio Lusofonia bem como ao convite para a participação na próxima edição do Rock in Rio Lisboa.


Produzido por Paul Ralphes numa altura em que a indústria musical atravessa por desafios nunca antes vividos, solta foi finalizado durante o isolamento social com material produzido de forma criativa e inovadora: o vídeo vertical de “(não) era amor” foi totalmente produzido em casa e “se essa vida fosse um filme” teve direção da própria Giulia, com trechos de vídeos de seu acervo pessoal. O single já se tornou um hit e ultrapassou a marca de 19,9 milhões de streams nas plataformas digitais e mais de 16 milhões de views no vídeo, disponível no YouTube. A faixa ganhou, inclusive, um filtro na aplicação TikTok.